sábado, 16 de maio de 2009

Felicidade Estranha


Sabe, tem aquelas horas que você tá bastante feliz e não sabe explicar. Foi o que me aconteceu um dia desses.

Eu tava em casa, sorrindo à toa, morrendo de feliz, sei lá porque. Eu acho que na hora eu tava tão retardada que a minha mãe tava achando que eu tava doida e me perguntou de onde vinha tanta felicidade.

"Eu realmente não sei, mãe" foi minha resposta.

Mas se você parar para pensar, tem muitas razões para ser feliz, para rir sem se importar com o mundo. Só os fatos de você estar vivo e saudável, ter amigos, comida na mesa, poder ser quem você é, estudar em um lugar bom já são grandes razões para estar com um sorriso estampado na cara.

Mesmo que esse sorriso lhe deixe parecendo a pessoa mais tosca e retardada do mundo.

Porque é sorrindo para as coisas simples da vida que você fica mais humano.

[adepta da campanha To Write Love On Her Arms mode on]

Um comentário:

Dina =) disse...

Valériaaaaaaaaaaaaaaaa!
Muito bom ter você por aqui!
=)
Teu layout é perfeito! Cores lindas e com o perfeito detalhe da bonequinha no canto!
Tentei comentar no texto anterior ontem e não tinha dado certo.
Em relação ao post, eu concordo contigo!
Eu adoro sorrir do nada. Lá em casa eu vivo fazendo palhaçada pras minhas irmãs, cantando, dançando! rs!
Temos sim, motivos vários pra sorrir!

Beijos, Lela! (olha a intimidade! rs!)
Boa semaninha pra ti!