sábado, 9 de maio de 2009

Não quero tornar a parada difícil

É, hoje foi dureza. Meio louco também, mas o início do dia foi barra.

Indo para a escola, meio morta de sono, minha mãe começa a dizer que esses roqueiros (ela provavelmente referiu-se a Paramore *_*)não são bom exemplo pra mim e que esse tipo de pessoa vive drogado e coisa e tal.

É nessas horas que a gente, que tá no meio dessa fase complicada, quer responder. Porque isso é uma ofensa direta, não só sobre a banda que você gosta, mas a você mesmo. Sua mãe criticar seu gosto é barra. Mas pais sempre odeiam o que os filhos gostam.

Acontece que a mãe disse: "Uma dia você vai ver que você está errada e que eu tenho toda a razão". Só que quem é ela pra dizer que tem razão? Ela não é a pessoa mais perfeita do mundo, então ela não pode dizer nada. Quem garante que ela não tá errada?

O meu argumento: "Ninguém na banda já consumiu drogas. Um ou dois às vezes podem beber, mas isso é tudo."(Hayley Williams - vocalista do Pmore)

Isso é tudo.

E mãe, apesar de tudo, eu te amo e te desejo um feliz dia das mães. Se não fosse você eu não estaria aqui. Te agradeço eternamente, apesar de todas as críticas que você me faz.

2 comentários:

barbara disse...

blog legal..
porém, como é que tu prefere a tua banda preferida à tua mãe?


pensa

Lela ;P disse...

Barbara, eu amo minha mãe.
Muito mesmo.
Não prefiro o Paramore.
E apesar de tudo que ela diz, eu continuo amando ela.
O que eu tava dizendo é que ela poderia me respeitar, respeitar o que gosto.
Se pareceu que eu prefiro Paramore a minha mãe, desculpae. Não era minha atenção.

Lela =P